Como cuidar da micropigmentação

A micropigmentação está em alta no Brasil, mas para se obter um resultado duradouro, principalmente no verão, é importante seguir alguns cuidados. Confira!

Como cuidar da micropigmentação

IBRAPE Instituto dá dicas de como obter um procedimento duradouro e com resultados positivos

Um dos procedimentos estéticos mais procurados atualmente pelas brasileiras, a micropigmentação é rápida, indolor, segura e proporciona um rosto mais harmonioso. Com ele, também é possível corrigir falhas, cicatrizes e realçar o olhar. Porém, o resultado positivo depende dos cuidados diários após a sua realização, principalmente no verão, em que a incidência dos raios solares é ainda maior.

Segundo o Instituto Brasileiro de Micropigmentação (IBRAPE), os cuidados pós-micropigmentação, o tom da pele, os tratamentos com ácidos e a exposição ao sol podem interferir na durabilidade dos pigmentos. A durabilidade é temporária, vai depender de cada pele e tipo de procedimento, mas com alguns cuidados de manutenção pode durar de seis meses a um ano.

Alguns cuidados no verão:

– Evitar sol nos três dias seguintes ao procedimento, usar protetor solar e evitar o calor, inclusive do secador de cabelo. O calor dilata os poros e pode espalhar os pigmentos;

– Não molhar as sobrancelhas nas primeiras 48 horas;

– Usar apenas água boricada ou soro fisiológico com compressas geladas para higienizar a área, ao menos duas vezes por dia nesse período de 48 horas. Não se deve utilizar sabonete, nem mesmo líquido, ou qualquer outro produto durante esse tempo;

– As mãos devem estar muito limpas antes de qualquer procedimento na área micropigmentada, durante a cicatrização;

– Usar vaselina em forma de pomada ao menos quatro vezes por dia, para hidratação do local;

– Usar cicatrizante duas vezes ao dia na primeira semana após a micropigmentação;

– Após as primeiras 48 horas do procedimento, pode-se lavar o rosto no máximo duas vezes por dia, com sabonete neutro;

– Não esfoliar a pele micropigmentada. Nada de coçar ou remover as casquinhas! Isso evita a contaminação por bactérias e ajuda a fixar os pigmentos na pele;

– Não usar maquiagem até que a cicatrização esteja completa;

– Não ingerir bebida alcoólica nos primeiros 15 dias;

– Não frequentar sauna, piscina, mar, cachoeira e nem se expor a atividades na água ou que causem muito suor nos primeiros 15 dias;

– Não use cosméticos à base de ácidos, nem abrasivos, no local em que foi feita a micropigmentação, por dois meses.

Localizado em São Paulo (SP), os cursos do instituto são oferecidos na Rua Emílio Mallet, 376 – Tatuapé. Contato: (11) 2090-1414 – site: http://ibrapeinstituto.com.br/ – e-mail: contato@ibrapeinstituto.com.br.

Fonte para entrevista

Solange Belchior

Psicóloga, Master Internacional em Micropigmentação Estética e Paramédica, MasterClass em Fio a Fio Hiper-realista, Micropuntura, Dermo Estimulação, Microagulhamento, pós-graduada em Relações Humanas, Master Programadora Neurolinguística e empresária.

O que achou dessas dicas? Aproveito e te convido assinar nossa Newsletters, para receber todas as novidades em primeira mão, basta cadastrar seu e-mail no campo Receba as novidades.

comCarinhoMariaUlhoa
  Siga o Blog Maria Ulhôa nas redes sociais:
Deixe uma Resposta.