Dando Voz – Lara São José

Uma menina que sabe o que quer, superou preconceitos e sonha com o reconhecimento, vamos conversar com Lara São José.

Dando Voz – Lara São José

Lara São José compartilha conosco como foi o processo para o despertar de sua autoestima e para o desejo de modelar.

Entrevista

1- Quem é a Lara?

Lara é uma menina extrovertida, que ama fazer as pessoas rirem, um pouco metida as vezes, mas com um coração enorme. A única referência que tenho de família é minha mãe, ela sempre foi a pessoa mais presente na minha vida. Ela é a que faz tudo por mim. Tenho muitos primos, tias, tios uma vó ainda viva, mas não são muito presentes.

2- Como foi o processo para se descobrir modelo?

Eu sofria muito bullying por ter o cabelo cacheado, quando eu era menor, era uma menina muito sensível, então qualquer coisa eu me acabava em lágrimas, me colocavam muito pra baixo, depois dos 14 anos que eu realmente fui começar a ter autoestima. Essa ideia de ser modelo surgiu depois que eu vi Gisele Bundchen na Tv, mas só comecei a correr atrás quando estava com 12 anos, depois disso eu percebi que ser modelo me permitia ser eu mesma, negra de cabelo cacheado, e isso me deixava de alguma forma confiante, me fazia feliz, então vi que queria aquilo da vida e que queria chegar no topo do mundo.


3- Qual foi o trabalho mais marcante em sua carreira?

Meu último trabalho foi o mais marcante, eu fiz um editorial de noiva numa fazenda, fizemos as fotos no pôr-do-Sol, durou o dia inteiro e foi marcante porque ali eu vi o quanto estava evoluindo, me conhecendo mais, sabendo mais sobre mim, não só evoluindo em caráter, mas na profissão eu vi que estava “pegando o jeito da coisa”.

4- Já presenciou ou passou por alguma situação de preconceito?

Já vivenciei várias situações de preconceito, sempre relacionadas ao meu cabelo, falavam na minha cara que eu tinha cabelo duro, que meu cabelo era feio, que meu cabelo era bombril mas tudo isso me fez querer ainda mais ser modelo, porque pra eles eu podia ter cabelo de bombril, mas eu ia estar com o meu cabelo brilhando pro mundo, e não importa o que eles pensem, eu vou e eu posso.

5- Qual mensagem você deixa para os jovens que não estão se sentindo sem uma direção ou referência?

Antes de se descobrir sempre temos uma fase de dúvida, de não saber o que fazer ou de não ter nenhuma referência. Primeiramente você tem que se perguntar: O que te faz feliz, você seria feliz fazendo o que? Porque muitas vezes queremos ser algo só pelo dinheiro por conselho de terceiros, se pergunte, se olhe no espelho e pense um dia vou chegar aos quarenta anos de idade, será que vale a pena chegar aos quarenta fazendo coisas pelo dinheiro ou por outra razão que não me faz feliz, ou chegar aos quarenta realizado, em paz e fazendo o que ama.

Depois de saber o que te faz feliz é só procurar ou se inspirar de alguma forma, tem que ser curioso, procure de alguma forma se inspirar, seja numa música, numa pessoa, num familiar mas realmente procure algo que te impulsione ainda mais, algo ou alguém que te apoie, a caminhada vai ser difícil muitos não vão acreditar mas só você é capaz de fazer se tornar realidade então não desista, lembre-se de que você nasceu uma vez, você tem essa vida, você só tem uma chance, então viva da forma mais feliz possível. 

Lara São José faz parte do casting de modelos do Desfile Beleza Negra, projeto cultural voltado a formação de modelos negros e sua inserção no mercado da moda, projeto idealizado pela produtora de moda Dai Schmidt.

O quadro dando voz em parceria com o Desfile Beleza Negra trará histórias reais de autoestima, motivação e superação, te convido acompanhar toda segunda-feira.

Gostou dessa matéria? Então assine nossa Newsletters para receber as novidades em primeira mão, basta cadastrar seu e-mail no campo Receba as novidades.

comCarinhoMariaUlhoa
  Siga o Blog Maria Ulhôa nas redes sociais:
FacebookTwitterYoutubeInstagram
Compartilhe...Share on Facebook
Facebook
Tweet about this on Twitter
Twitter
Email this to someone
email
Deixe uma Resposta.