Fashion Revolution 2022: IESB promove palestra e oficinas gratuitas

Fashion Revolution 2022: IESB promove palestra e oficinas gratuitas em prol de uma moda mais responsável com o meio ambiente. A instituição é um dos participantes de evento global que, nesta edição, aborda a relação entre dinheiro e moda. No Centro Universitário, as atividades serão realizadas no campus Sul, nos dias 19, 20 e 22. Saiba como participar.

Fashion Revolution 2022: IESB promove palestra e oficinas gratuitas

Os impactos dos negócios da moda fazem parte de uma agenda pública global. De acordo com estudo da Fundação Ellen McArthur em 2017, a produção de roupas aproximadamente dobrou nos últimos 15 anos. Deste conteúdo, 73% dos resíduos têxteis ou são queimados ou enterrados em aterros sanitários e apenas 1% é usado para fabricar peças de roupas novas. Dos danos ao meio ambiente, podemos considerar ainda a perda de biodiversidade, mudanças climáticas, aumento do efeito estufa, deterioração dos solos, desperdício e o crescimento excessivo do lixo.

Para conscientizar sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto em todas as fases do processo de produção e consumo, o Centro Universitário IESB participa da Semana Fashion Revolution 2022, com atividades gratuitas à comunidade. O movimento acontece simultaneamente em várias partes do mundo e foi criado após o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, no dia 24 de abril de 2013. O acidente no país asiático causou a morte de 1.134 trabalhadores da confecção de roupas e deixou mais de 2.500 feridos.

No Brasil, o movimento é realizado desde 2014, promovendo a Semana Fashion Revolution, um acontecimento que envolve conversas, palestras, e exibição de filmes que sustentam mudanças de mentalidade e comportamento em consumidores, empresas e profissionais da moda. Este ano, o tema é Dinheiro, Poder e Moda. “O movimento é global e tem entre seus objetivos conscientizar sobre vários aspectos socioambientais, impulsionar a moda sustentável, valorizar quem faz as nossas roupas e provocar nas marcas a responsabilidade de produzir uma moda consciente. Portanto, trazer essa discussão para dentro do Centro Universitário, que tem o papel de formar cidadãos transformadores do mundo, é fundamental”, destaca a professora Maísa de Oliveira Abranches, coordenadora do curso de Design de Moda do Centro Universitário IESB.

Abertura dia 19/4

No IESB, a programação tem início com a palestra de Iara Vidal, representante da Fashion Revolution em Brasília, no dia 19/04, terça-feira, às 11h, na sala de cinema da instituição no campus Asa Sul (614). A convidada vai compartilhar a importância do movimento, contar como a iniciativa começou, os países participantes e as ações que serão realizadas na capital federal. “Em Brasília, o movimento acontece desde 2016. Aqui, nossa abordagem é muito centrada na política e no estímulo ao debate sobre a importância do papel do governo central para mitigar os impactos negativos da moda e incrementar os impactos positivos. Afinal, somos o centro do poder do nosso país. Mas o Fashion Revolution Brasília também fomenta o mercado de moda local e autoral e atua para a conscientização de práticas sustentáveis e na informação aos consumidores“, explica Iara. “E a parceria do IESB é imprescindível para o nosso movimento. É muito significativo poder ocupar os espaços onde estão sendo formados os futuros profissionais da moda na nossa cidade e fomentar o debate sobre como tornar essa indústria tão potente, mais justa, ética e sustentável”, completa.

Durante a palestra de abertura, haverá ainda transmissão do documentário “River Blue”, que aborda a morte dos rios. Apresentado por Mark Angelo, o filme apresenta a triste poluição dos rios nos países asiáticos causada por milhares de fábricas que produzem artigos de moda para alimentar a indústria do fast fashion.  Por conta da restrição ao número de pessoas, a palestra de abertura será apenas para os alunos do IESB e convidados, mas toda a comunidade poderá conferir on-line, durante transmissão ao vivo no perfil do Instagram da instituição: @iesb_oficial. Na sequência, serão promovidas ações gratuitas e abertas à participação da comunidade. Anote na agenda:

20/4

No dia 20/4, às 19h30, será realizada a palestra “a possibilidade mercadológica dos brechós de luxo e o consumo consciente”. O evento é aberto ao público e será ministrado por Gisele Barrozo, fundadora do projeto Retiqueta. “A ideia é evidenciar que há diferentes formas de se trabalhar com a moda. Que a circularidade, uma maior sobrevida aos itens já existentes e um aproveitamento verdadeiro do que já existe no mercado, pode sim contribuir com a preservação dos recursos naturais”, explica Gisele.

22/4

No dia 22/04, é hora de colocar a mão na massa com a oficina de bordado em embalagens plásticas. Ministrado por Rafaella de Castro Lacerda, designer e professora no curso de Design de Moda do IESB, o encontro vai discutir a importância da reciclagem e ensinar a fazer paetês com plásticos transparentes. O participante deve levar suas embalagens e tesouras. A oficina será realizada no IESB campus Sul (614 Sul), das 14h30 às 16h, sala DA1. Está sujeita a limitação de participantes e será necessário fazer inscrições (CLIQUE AQUI)

Manifestação em Colcha de Retalhos

Durante o evento, o público vai conferir de perto a instagramável colcha de retalhos, produzida pelos alunos de Design de Moda do IESB desde o início do movimento. Com a pergunta “Quem fez Minhas Roupas?”, a arte traz a representatividade de toda a sobra e resíduos dos materiais da indústria fashion. Uma manifestação em prol de uma moda mais consciente e responsável.

Serviço

Fashion Revolution 2022 no IESB

Datas e horários:

19/04, terça-feira, às 11h

Local: transmissão ao vivo no perfil do IESB no Instagram @iesb_oficial

20/4, quarta-feira, às 19h30

22/4, sexta-feira, das 14h30 às 16h

Local: IESB campus Asa Sul (614 Sul)

Mais informações: www.iesb.br

Gostou dessa matéria? Então assine nossa Newsletters para receber as novidades em primeira mão, basta cadastrar seu e-mail no campo Receba as novidades.

comCarinhoMariaUlhoa
  Siga o Blog Maria Ulhôa nas redes sociais:
Facebook • Twitter • Youtube • Instagram
Deixe uma Resposta.